poder executivo

Jaboatão anuncia construção de 15 novas escolas ao mesmo tempo

Cenário de crise não trava o investimento e a ordem de serviço será assinada nesta quinta (22/10) pelo prefeito Elias Gomes, em nova demonstração de prioridade à Educação

Bruna Borges
No maior investimento feito de uma só vez na infraestrutura educacional do município, a Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes assina, nesta quinta-feira (22/10), às 10h, a ordem de serviço para a construção de 15 novas unidades de ensino na cidade, beneficiando comunidades espalhadas pelo município. Mesmo no cenário de crise econômica nacional que vem refletindo fortemente nos Estados e municípios, o governo municipal aplicará mais de R$ 15 milhões de recursos próprios nas obras, que terão a parceria do Governo Federal (R$ 25 milhões). As construções começam até o início de novembro (oito prédios) e no início de dezembro (7 prédios). Até junho de 2016 elas deverão ser entregues para funcionar no segundo semestre.

A assinatura do contrato com a construtora será no pátio do Palácio da Batalha, sede da Prefeitura, em Prazeres. As novas escolas terão capacidade para atender mais de 3.100 alunos. Todas as unidades serão Centros Municipais de Educação Infantil (Cemei) e atenderão crianças com idades de 3 a 5 anos. As construções reforçam assim a prioridade dada pela gestão à universalização da educação infantil, foco do inédito Programa Busca Ativa, lançado em 2014 e que visa colocar todas as crianças nessa faixa etária na escola.

Serão beneficiadas as comunidades de Vila João de Deus e Lagoa das Garças, em Sotave, Dois Carneiros, Muribeca, Comportas, Vila Palmares, Barrada de Jangada, Cavaleiro, Guararapes, Candeias, Zumbi do Pacheco, Cajueiro Seco e Manassu, na área rural da Regional 1, Jaboatão Centro (veja quadro abaixo).

“Este é, certamente, o maior investimento que Jaboatão já teve com a construção conjunta de tantas unidades de ensino. É também, neste momento, o maior investimento feito em município de Pernambuco nesta área”, afirmou o prefeito Elias Gomes, que desde o início de sua primeira gestão (2009) vem priorizando a Educação. “Com estas novas construções, iremos oferecer melhores infraestruturas para os nossos estudantes, mais condições de trabalho para os nossos professores e ampliaremos a possibilidade de trazer as crianças mais cedo para a escola”, completou o secretário executivo de Educação, Francisco Amorim.

Em 2009, quando a atual gestão começou, 62%  das escolas da rede municipal  funcionavam em prédios alugados. Com investimentos seguidos, este percentual vem sendo reduzido e, hoje, menos de 30% das 129 das escolas de Jaboatão estão em imóveis alugados. Com mais de 55 mil estudantes na rede, o município já ampliou o seu parque escolar com 30 unidades de ensino, por meio da compra do prédio, municipalização de escolas antes estaduais e construção de novas unidades.