poder executivo

Jaboatão decreta Situação de Emergência para combater o Aedes Aegypti

Município promove uma verdadeira guerra contra o mosquito e trabalha para mobilizar a população

Por Monaliza Brito

Uma verdadeira guerra foi declarada contra o mosquito Aedes Aegypti em Jaboatão dos Guararapes e a Prefeitura está completamente mobilizada para entrar nesta batalha. Nesta terça-feira (1), o prefeito Elias Gomes decretou situação de emergência por 180 dias, em decorrência Epidemia por Doenças Infeciosas Virais (Dengue, Zica e Chicungunya) transmitidas pelo mosquito, além do risco de novos casos de microcefalia.

A Situação de Emergência autoriza a adoção de todas as medidas administrativas necessárias à imediata resposta, por parte do Poder Público, à situação vigente e é de fundamental importância para intensificar as ações intersetoriais de combate à praga. Entre as principais ações a serem empreendidas estão a reativação do comitê intersetorial para o controle do Aedes Aegypt; realização de mutirões de limpeza em todas as Regionais; e um reforço no envolvimento da população tanto no combate quanto na prevenção da infestação do mosquito.

“Esta é uma batalha que o Governo não irá vencer sozinho. Precisamos da população engajada fazendo a sua parte para nos ajudar”, destacou a Secretária Executiva de Promoção da Saúde, Gessyane Paulino. A secretária se reuniu com sua equipe nesta terça para finalizar um plano de mobilização de combate aos focos de infestação do mosquito.

A primeira reunião do comitê temático será realizada no dia 7 de dezembro, a partir das 9h, na Associação Industrial dos Panificadores, em Piedade. Além disso, um mapeamento realizado pela Prefeitura já detectou os bairros mais críticos, nos quais a infestação do vetor já indica riscos de surto das doenças causadas pelo mosquito. Um deles é o bairro de Prazeres, na Regional 5, que será o primeiro a receber o Dia D de Combate ao Aedes Aegypti, no dia 11 de dezembro.

Também já está sendo formulada uma lei que permita aos Agentes de Controle de Endemias entrarem nos imóveis fechados e dê multa para os domicílios reincidentes de foco de criadouros em conjunto com atores judiciais.

Mobilização popular
Mas um dos grandes focos da campanha é a conscientização e o envolvimento da sociedade. Para este fim, toda a gestão vem sendo envolvida em ações educativas. Especialmente aqueles que estão na ponta, trabalhando diretamente com a população, como agentes comunitários de saúde, profissionais de educação e mobilizadores em geral.

Atividades lúdicas, como apresentações de teatro de bonecos também serão utilizadas, além de panfletagem e intensificação de debates sobre o tema nas grandes ações municipais, como por exemplo, nas Plenárias das Cidades, que vem acontecendo em todas as Regionais.